sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

Brazil (com “Z”) seria melhor?


Não é difícil ver em publicações inglesas ou americanas o nome de nosso país grafado com a letra Z no lugar do S (Brazil). Mas atenção: isso só ocorre na língua inglesa, pois em outras nações cada qual tem sua maneira de grafar a palavra. Exemplo: Alemanha em alemão é Deutschland. Em inglês é Germany. Em espanhol é Alemania e em português é Alemanha. E assim vai.
Do ponto de vista numerológico, porém, Brasil escrito com Z seria bem diferente. Não sei de melhor, mas diferente com certeza. Veja que Brasil com S resulta na Expressão 3. O três é o número da harmonia, do amor perfeito, da ternura, da força da alma, da autoexpressão. Seus possuidores são criativos, animados, sociáveis, expressivos e cheios de imaginação. Gosta de receber e dar amor e sente-se muito feliz em poder contribuir para a felicidade alheia. Muito parecido com o nosso povo, correto? Mas o que está faltando nisso tudo? Onde está a razão, a seriedade? Penso que sobra emoção e falta razão. Sem o equilíbrio da razão, somente com emoção, fica muito difícil de ser levado a sério. E não é só; no aspecto negativo o 3 traz o signo do desastrado, tagarela, extravagante, vaidoso e exibicionista. Não está difícil de visualizar o Brasil diante de tudo isso, certo?

E com “Z” ?
No caso de um Brasil com Z, tudo seria diferente a partir de uma Expressão 7. Sete é o número da realeza e do triunfo, da honra, da reputação e da vitória. É perfeccionista, de pouco falar, com interesses em filosofia, religiosidade, política e assuntos extrafísicos. De rara intuição, não segue idéias preconcebidas, nem se sujeita a fazer o que não acredita. É completamente independente, tem elevação moral e não gosta de futilidades e ilegalidades. Carnaval nem pensar! Futebol, talvez, mas sem aquela alegria toda. O problema é o seguinte: de acordo com a Ida Regina D’Angelo, do Instituto D’Angelo de Numerologia Cabalística, sem dúvida a melhor do Brasil em sua área, a Expressão 7 traz arrogância; é muito crítico ou muito carrancudo, todo cheio de razão. Pode, facilmente, se tornar um chato.
Opa! Então mudemos a forma de escrever Brasil! Será que vale a pena? Mas, afinal, porque nosso Brasil vem com S e não com Z? É que em português, a palavra "brasil" é originária da raiz “brasa”. Brasil é sinônimo de braseiro. Aprendemos no início dos estudos que o nome vem da árvore Pau-Brasil, que tem esse nome por ser avermelhada como um braseiro (ou como um brasil). Ou seja, não é à toa que aqui a chapa esquenta pra valer!
Só para dar uma de sabichão: em inglês é escrito com Z porque essa letra é pronunciada igual ao "S" em português. Mas o S em Inglês é pronunciada como se fosse SS em Português. Ou seja, escrevendo Brazil com Z, a palavra é pronunciada igual o português, como se fosse com S. Meio complicadinho, mas nem tanto.

Deni Píàia

Um comentário:

  1. De fato Deni, a fonética muda tudo.

    A questão começa com um paradoxo.

    Observemos que a numerologia comum ou tradicional nunca foi concebida para este tipo de questionamento. Ela simplesmente retrata as formas, não os conteúdos reais. E isto vale para todas as numerologias que se apoiam em letras em detrimento do som.

    Já os cabalismos, difilmente podem ser compreendidos pelas massas, porque retratam os conteúdos. É como tentar explicar um encadeamento químico para um leigo. As fórmulas vão parecer grego. Mas sabemos que a forma final depende do conteúdo...

    confirmando isto,

    Nós falamos Brazil com "z". Mas escrevemos Brasil com "s".

    Nossos hermanos falam Brassil com dois s.

    Os Americanos, Ingleses e demais correligionários da língua inglesa, falam "Brezil" e não "Brazil" como citado neste texto. Portanto, é outra palavra!

    Os alemães vaõ falar "Brazilien"

    Os italianos...

    Cada idioma vai falar de um jeito.

    Então, o que é o certo?

    Vamos obter esta resposta de alguémn que sabe muito do assunto, o mais célebre cabalista de todos tempos: Jesus Cristo.

    Em meio a uma discussão, sob outro tema, ele nos entrega a regra de bandeja:

    "O mal não está no que entra, mas no que sai da boca do homem".

    Não só o mal, mas o bem também.

    Porque a a árvore de bons frutos exporta bons frutos.

    No caso, aplicado ao nosso Brasil (ou Brazil) a questão é simples: a forma correta para se analisar é aquela que nós, os brasileiros usamos.

    Neste caso, ainda que escrevamos Brasil com S, na prática, falamos Brazil com Z.

    Na prática, a letra só vai mudar na forma externa. O Brasil da numerologia, que não é um 3, mas um 5 (B=2 R=9 A=1 S=1 i=9 L=3) é o país da liberdade sensual, da liberdade sem limites óbvios. E quem pode negar? 5 é sensualidade, daí ser tudo regado a samba, carnaval e etc.

    (note quye, se utiliza a chamada tabela dos magos, que não pontua o 9, não se pode aplicar pitagorismo a ela, pois flutua em padrão 8... valores são m,arcados entre 1 e 8 naquela tabela e nos resuyltados por ela obtidos...mostramos isto no nosso Clube da Numerologia).

    Mas, voltando ao Brazil, quando com z ele se tornará um 7, e então ele será sério, o "pais do futuro", a esperança da humanidade.

    Mas estas deduções são só fachadas, vidraças fininhas que escondem a verdadeira identidade... no íntimo, dentro da palavra, são os fonemas quem vão definir o desfecho... e estes cálculos deixo para outro dia ou, em nossa casa, na fraternidade Os Números do Poder (quem desejar, seja bem vindo).

    ResponderExcluir