quinta-feira, 21 de maio de 2015

Numerologia: “Mas você acredita mesmo nisso?!”


OK, então vamos falar (escrever) sobre Numerologia Cabalística.
Sou formado em jornalismo desde 1980, atuante na área, e desde 2005 formado em Numerologia Cabalística pela Mestre Ida Regina D'Angelo (SP), a melhor e mais atuante numeróloga do Brasil, sem qualquer sombra de dúvida. Nesses anos de atuação numerológica fiz algumas centenas de Mapas Numerológicos Pessoais e Empresariais para clientes de praticamente todos os estados brasileiros e para brasileiros residentes em diversos países, principalmente no continente europeu. Mas todo esse estudo e experiência não me livraram de ouvir indagações e exclamações, tipo: “Nossa, mas você acredita mesmo nisso?! Fazia ideia de que você fosse tão inteligente!...” Ou então: “Tô fora, eu só acredito em Deus!”, entre outros absurdos, como se fizesse alguma diferença acreditar ou não. Difícil entender que é só uma ciência, que não tem nada a ver com religião, mas é o preço.
Queira ou não, acredite ou não, pense o que quiser, mas o Mapa Numerológico mudou minha vida e ponto final. Por isso não tenho dúvidas em indicá-lo, desde que a pessoa esteja realmente a fim de alterar sua vida através das orientações contidas no seu mapa. Mas que fique muito claro: Numerologia não faz previsões e fujo de qualquer um que o faça. Não é bola de cristal, não mostra nada além de tendências e caminhos. Aliás, para isso serve um mapa: mostrar caminhos. Mas é você quem vai ter que tirar a bunda da poltrona e trilhar seus caminhos. Não espere que o Mapa Numerológico faça isso por você. É comum algumas pessoas pedirem o mapa para depois colocá-lo na gaveta, cruzar os braços e esperar que a vida mude por si só. E depois alegam o tradicional “não funcionou comigo”. Claro, Mapa Numerológico não tem botão on-off, não vai funcionar nunca, pois é você quem funciona ou não. Numerologia não muda a vida de ninguém; só você pode mudar sua vida através das atitudes. Por isso sempre uso aquela famosa frase: “Se você continuar fazendo tudo como sempre fez, tudo vai continuar sendo como sempre foi”. A escolha é sua, meu amigo. Reclamar é muito mais confortável do que agir. Continue chorando enquanto outros vendem lenços.

Vamos nos falando.

Nenhum comentário:

Postar um comentário